O que devo saber para escrever bem

Os Cinco Pecados da Composição

  • Ordenação de ideias: A falta do hábito de escrever, leva a que muitas vezes o texto fique sem encadeamento e pode ficar incompreensível. O que sucede é que o aluno parte de uma ideia para outra sem critério, sem ligação.

  • Coerência e coesão: A falta de coerência ocorre com frequência nos textos dos alunos. Apresentam um argumento para contradizê-lo mais adiante. Já a redundância denuncia outro erro bastante comum: falta de coesão. O aluno dá voltas ao assunto, sem acrescentar dado novo. É típico de quem não tem informação suficiente para compor o texto.


  • A inadequação: É um tipo de erro capaz de aparecer inclusive em textos correctos na gramática e ortografia e coerentes na estrutura. Nesse caso, os alunos costumam fugir ao tema proposto, escolhendo outro argumento, com o qual tenham maior afinidade. O distanciamento do assunto pode custar pontos importantes na avaliação

  • Estrutura dos parágrafos: Normalmente os alunos têm dificuldades em organizar o texto em parágrafos. Sem a definição de uma ideia em cada parágrafo, o texto fica mal estruturada. Um erro muito comum é cortar a ideia num parágrafo para a concluir no seguinte. Muitas vezes deixam o pensamento sem conclusão.

  • Estrutura das frases: Erros de concordância nos tempos verbais, fragmentação da frase, separar o sujeito de predicado, utilização incorrecta de verbos no gerúndio e particípio são algumas das falhas mais comuns nos textos dos nossos alunos. Esses erros comprometem a estrutura das frases e prejudicam a compreensão do texto
    .


Avaliação

Para avaliares o teu trabalho faz uma primeira apreciação global do texto, detendo-te nos aspectos globais. Vê se não fugiste ao tema, se está correcto do ponto de vista gramatical, se é coeso e coerente, etc. ( Esta avaliação holística vale 5 valores)
Procede agora a uma avaliação analítica do teu trabalho e observa os seguintes aspectos específicos: estrutura e conteúdo. Estes itens estão associados a aspectos relativos à organização do texto e à relação entre forma e conteúdo (clareza, consistência, carácter dissertativo, criticidade, qualidade estilística, autonomia, estrutura do parágrafo, coesão textual, competência da argumentação).Avalia também a expressão: quantifica os erros gramaticais, em aspectos como ortografia, pontuação, concordância e adequação e precisão do vocabulário.
Nota: Para todos os trabalhos que venhas a realizar este ano lectivo deves ter sempre em consideração estes aspectos relativos ao aperfeiçoamento do texto e à sua avaliação.

in:
http://aulaportuguesonline.no.sapo.pt/pecados.htm



PONTUAÇÃO



Sinal
Utilização
Ponto (.)
Usa-se no final do período, indicando que o sentido está completo e nas abreviaturas (Dr., Exa., Sr.); marca uma pausa absoluta
Vírgula (,)
Marca uma pequena pausa. É usada para separar: o oposto; o vocativo; o atributo; os elementos de um sintagma não ligados pelas conjunções e,ou, nem; as coordenadas assindéticas não ligadas por conjunções; as orações relativas; as orações intercaladas; as orações subordinadas e as adversativas introduzidas por mas, contudo, todavia e porém.
Ponto e vírgula (;)
Sinal intermédio entre o ponto e a vírgula que indica que a frase não está finalizada. Usa-se: em frases constituídas por várias orações, algumas das quais já contêm uma ou mais vírgulas; para separar frases subordinadas dependentes de uma subordinante; como substituição da vírgula na separação da oração coordenada adversativa da oração principal.
Dois pontos (:)
Marcam uma pausa e anunciam: uma citação; uma fala; uma enumeração; um esclarecimento; uma síntese
Ponto de interrogação (?)
Usa-se no final de uma frase interrogativa directa e indica uma pergunta
Ponto de exclamação (!)
Usa-se no final de qualquer frase que exprime sentimentos, emoções, dor, ironia e surpresa
Reticências (...)
Marcam uma interrupção na frase indicando que o sentido da oração ficou incompleto
Aspas ("...")
Usam-se para delimitar citações; para referir títulos de obras; para realçar uma palavra ou expressão
Parênteses (...)
Marcam uma observação ou informação acessória intercalada no texto
Parágrafo (§)
Constitui cada uma das secções de frases de um escrito; começa por letra maiúscula, um pouco além do ponto em que começam as outras linhas.
Travessão (-)
Marca o início e o fim das falas, no diálogo para distinguir cada um dos interlocutores; as orações intercaladas; as sínteses no final de um texto. Substitui os parênteses.