Guião pesquisa informação


Como fazer um Resumo?


Características de um bom resumo

Brevidade - Só contém as ideias principais. Os pormenores não são incluídos.
Rigor e clareza - Exprime as ideias fundamentais do texto, de uma forma coerente clara e que respeite o pensamento do autor.
Linguagem pessoal - Não se copia frases do texto; exprime-se as ideias por palavras nossa

Processo de execução de um resumo


1 Lê o texto e tenta compreendê-lo bem. Identifica as ideias principais, parágrafo a parágrafo.
------ podes sublinhá-las, durante a leitura.
------ podes fazer um esquema, no fim da leitura, para organizar o texto e os parágrafos.
2 Começa a escrever o teu resumo, respeitando sempre o conteúdo do texto e o pensamento do autor.
------ procura não incluir pormenores desnecessários.
------ substitui ideias repetidas ou semelhantes por uma que as englobe.
------ utiliza termos genéricos em vez de listas.
------ utiliza uma linguagem pessoal.
3 Lê o teu resumo e avalia-o, corrigindo os aspectos que achares necessários.
------ contém as ideias principais ?
------ a ideia do autor está respeitada ?
------ o texto percebe-se bem?
------ não há pormenores nem repetições?
4 Faz outra leitura do teu resumo e aperfeiçoa a linguagem do texto (ortografia, construção de frases, etc.) se for necessário.

adaptado de Porto Editora, Ensinar a estudar Aprender a estudar

in http://eb23cmat.prof2000.pt/sala/fazer/fazres.html:



Como fazer uma apresentação oral?


Terminado o trabalho que se quer apresentar, começa-se a preparar a comunicação:
1 Combinar o dia e a hora da apresentação .
2 Se o trabalho é de grupo, dividir tarefas para a apresentação.
3 Ler uma ou duas vezes todo o trabalho.
4 Preparar a sala - mesa e cadeiras para os comunicadores e lugares para os colegas.
Durante a apresentação:

  1. Falar de frente para o público. Falar alto, devagar e com clareza. Não falar ao mesmo tempo.
  2. Mostrar os materiais ( cartazes, desenhos, gráficos, gravuras...) apontando com um ponteiro.
  3. Também se pode utilizar o retroprojector (acetatos), projector de diapositivos (slides), vídeo, quadro... .
  4. No fim da apresentação deixar um tempo para quem quiser fazer perguntas, falar do assunto ou acrescentar algo mais.

in:http://estudamais6.blogs.sapo.pt/




Como retirar informação de um livro?

1 Começa por localizar o assunto no sumário ou no índice do livro*2 Escolhe os títulos que te parecem mais esclarecedores.
3 Depois, lê atentamente o assunto destes títulos e observa as gravuras que o acompanham (se as houver).
4 Procura ver se a resposta está dada no texto. Para isso, procura as palavras chaves da pergunta no texto
5 Sublinha a(s) frase(s) que te parece(m) dar resposta à tua pergunta.
6 Retira a informação que procuras e só essa.
7 Escreve a tua resposta.

Lembra-te : Retirar informação é saber escolher.Não é copiar


* Consultar o sumário ou índice é muito importante para localizar a informação num livro.
in:http://estudamais6.blogs.sapo.pt/

Como sublinhar?


Para sublinhar, traças uma linha por baixo das palavras, frases ou ideias mais importantes.
1 Podes utilizar diferentes tipos de sublinhados, para distinguires diferentes tipos de ideias.
-Exemplos:

sublin.gif
sublin.gif
2 Utiliza cores diferentes para cada um desses tipos de ideias. Podes utilizar canetas de tinta fluorescente ou canetas normais.


Regras para sublinhar bem:

=
  • sublinha só as palavras ou ideias principais. Sublinhar tudo é o mesmo que não sublinhar nada.
  • dá mais importância às definições, fórmulas, termos técnicos e ideias-chave.
  • sublinha de maneira a que, se leres só os sublinhados, te consigas lembrar de todo o texto e perceber o seu sentido. Assim, quando fores fazer revisões da matéria, terás o trabalho muito facilitado.


-Notas à margem do texto:

  • Além dos sublinhados, podes também utilizar um código e fazer notas à margem do texto, chamando assim a atenção para diversos pontos:


sublin1.gif
sublin1.gif
in:http://eb23cmat.prof2000.pt/sala/fazer/fazsubli.htm




Construir um caderno de significados - glossário

Um glossário é, usualmente, um dicionário de termos técnicos de uma arte ou ciência, mas é também uma espécie de lista de vocábulos em que se dá a explicação de certas palavras antigas ou pouco conhecidas; o glossário distingue-se do caderno de significados pelo facto de estar organizado por assuntos ou referências temáticas.

Exemplos de glossários


  • Disciplina de História

    • A. Governo oligárquico - governo em que o poder pertence a um número reduzido de pessoas e é exercido em benefício da classe dirigente.
    • Grade - uma das alfaias agrícolas que serve para esterroar e aplanar a terra.
    • Guerra fria - período de forte tensão após a segunda Guerra Mundial, entre as duas superpotências U.R.S.S. e os E.U.A.

  • Disciplina de Língua Portuguesa

    • B. Classe de palavras - conjunto que engloba todas as palavras pertencentes a uma mesma categoria gramatical; dentro dessas classes há ainda as subclasses.
    • Classe dos nomes - Na sua maioria os nomes apresentam singular e plural se representam uma só coisa ou várias, respectivamente. Existem, porém, alguns que só se usam no singular, como os nomes de metais , ventos , produtos animais e vegetais, artes e ciências, alguns nomes abstractos, etc.
    • Classe dos nomes (ou substantivos) - palavras que designam seres animados, objectos materiais, qualidades, sentimentos ou estados de alma. Os nomes apresentam variação em número, género e grau.


O caderno de significados e o glossário organizam-se por ordem alfabética e são instrumentos preciosos para o teu estudo. Eles permitem que tu melhores o teu conhecimento vocabular nas diferentes disciplinas.

Um caderno de significados é um pequeno caderno, ou uma parte do teu caderno diário, onde tu vais registando a explicação de palavras e/ou expressões, conceitos, regras, fórmulas, etc., das diferentes disciplinas. Podes ter um caderno de significados para todas as disciplinas ou um caderno por disciplina.

As disciplinas de línguas estrangeiras, como o Inglês e o Francês, exigem, muitas vezes, este caderno de significados, mas ele é fundamental em todas as áreas. A partir dele tu enriqueces o teu vocabulário e o teu conhecimento da Língua Portuguesa.

== Organizar o caderno diário

Tirar notas e apontamentos

    • Resumo

      • Resumir um texto é condensar as ideias principais, respeitando o sentido, a estrutura e o tipo de enunciação, isto é, os tempo e as pessoas, com a ajuda do vocabulário do aluno. É, assim, reter as linhas de um raciocínio, o essencial dos dados de um problema, as características de uma situação, as conclusões de uma análise, sem o mais pequeno comentário."
José Esteves Rei, Curso de Redacção II - O Texto,Porto Editora

Aspectos a considerar na redacção do resumo:

  • respeitar a ordem pela qual o autor apresenta as suas ideias;
  • manter o fio condutor do texto original;
  • reduzir o texto original a um quarto da sua extensão;

Estilo a adoptar:

  • o texto-resumo deve ser neutro e revelar uma linguagem clara e concisa;
  • utilizar o discurso de 3._ pessoa;
  • evitar a repetição de frases do texto (se for absolutamente necessário colocá-las entre aspas);
  • não utilizar o diálogo, se ele existir no texto original;
  • distinguir o que é significativo do que não é;
  • escolher apenas as ideias fundamentais;
  • fazer um esforço de análise e de síntese.

Fases de preparação do resumo


1.ª - Leitura atenta do texto:
- dividir o texto em partes;
- dar um título-resumo a cada parte;
- desmontar o texto em palavras-chave e articuladores do discurso;
- fazer a síntese/organização das ideias.

2.ª - Síntese das ideias fundamentais:
- distinguir o acessório do essencial e reter apenas as ideias fundamentais, utilizando as técnicas de tirar apontamentos e elaborar esquemas.

3.ª - Organização do texto escrito:
- procurar respeitar a estrutura de qualquer texto: introdução, desenvolvimento e conclusão.

Memorizar

Uma das tarefas que mais se pede a um aluno é que memorize assuntos, definições, temas, palavras, etc.
Ao contrário do que muitos pensam, a memória também se treina. É possível aumentar a capacidade de memória treinando alguns aspectos específicos.
A capacidade de memorizar está intimamente ligada à capacidade de concentração. Por isso, antes de começares a tarefa de memorizar é conveniente que atentes no seguinte:

  • não penses na concentração porque quanto mais pensares nela mais facilmente te distrais...
  • organiza o teu tempo de estudo contando com o espaço para refeições ligeiras e a espaços programados... não deves estar sempre a comer mas também tens de te alimentar regularmente...
  • dorme sempre o suficiente para que depois possas rentabilizar o teu tempo de estudo...
  • dedica sempre algum tempo às actividades lúdicas que te agradem... música, cinema, desporto... assim, quando tiveres de te "sentar" a estudar, não ficas a pensar em mais nada...
  • organiza muito bem os teus apontamentos de estudo e só depois começa a memorizar o mais importante...


NÃO TE ESQUEÇAS QUE PARA BEM MEMORIZAR É NECESSÁRIO COMPREENDER!
Como memorizar?
1. Prepara os assuntos que tens de memorizar.
2. Pensa que o que vais memorizar tem interesse.
3. Selecciona muito bem o que tens de memorizar.
4. Lê atentamente os teus apontamentos.
5. Organiza os apontamentos em duas colunas:
  • Do lado esquerdo - ideias-chave; definições, fórmulas, etc;
  • Do lado direito - explicações mais completas.
  • (Está provado cientificamente que o nosso cérebro "armazena" melhor a informação que está organizada visualmente.)
6. Treina muitas vezes até pensares que já "sabes de cor" os assuntos.
7. Resolve exercícios para testares a tua memorização.

Algumas técnicas para memorizar
1. Organizar áreas vocabulares.
2. Fazer mnemónicas (siglas que ajudam a memorizar).
3. Inventar rimas.
4. Fazer canções.
5. Inventar histórias.
6. Fazer associações visuais.